MENU

Amigão PetShop

Meu carrinho
Telefone

ATENDIMENTO

  • (42) 3226-8940 - Uvaranas
  • (42) 3224-4407 - Centro
  • (42) 3222-1230 - Oficinas

Relação entre pessoas e animais

E isso acontece por quê? Os animais de estimação nos promovem o contato com o nosso lado animal, uma elementar dimensão que nossa forma de viver e a sociedade tendem a todo o custo suprimir. Através de íntimos relacionamentos com nossos animais, passamos a reviver em nós características poderosas como lealdade, instinto, amor, e jovialidade.

Relação Entre Pessoas e Animais (4)Relação Entre Pessoas e Animais (2)Relação Entre Pessoas e Animais (7)Relação Entre Pessoas e Animais (11)Relação Entre Pessoas e Animais (15)

Os animais nos oferecem companhia e amor , sem impor as exigências colocadas pelos seres humanos, além de nos aceitarem sem nenhuma forma de crivo. Esses benéficos e estreitos relacionamentos geram vínculos duradouros e fortes. As benesses, no tocante à saúde do corpo e da alma entre animais e pessoas têm sido reconhecidas numa enormidade de quantidade de transtornos:

- Todos que têm convivência com animais podem sobreviver até oito vezes mais, após passarem por um infarto. Um estudo feito em 1995 demonstrou que, pessoas que tinham cães tinham uma maior expectativa de vida depois de um ataque do coração, do que aqueles que não tinham animais.

- Os animais conseguem diminuir nosso nível de estresse, diminuindo ainda a frequência cardíaca, o colesterol e também pressão das artérias. O cientista Warwik Anderson conseguiu descobrir que os donos de animais de estimação contavam com mais baixas taxas de triglicerídeos e de colesterol do que aqueles que não eram proprietários.

- Quem tem animais costuma visitar menos ao médico e ainda fica um tempo menor no hospital.

- Os animais de estimação combatem a vontade de isolar-se e a depressão, beneficiando o processo de aproximação entre os indivíduos.

-Recentes estudos demonstraram que crianças na faixa etária compreendida entre os 05 e os 12 anos que possuem um animal de estimação, contam com maior sensibilidade e melhor compreensão dos sentimentos das demais pessoas, contando ainda com maior empatia.

-De acordo com especialistas, ficar observando os peixes de um aquário , é tão eficaz quanto qualquer outra forma de meditação, já que promove o benefício da diminuição da pressão do sangue.

-E ainda mais: o terapêutico contato que se forma quando se acaricia a um bicho de estimação e o mesmo retribui com um carinho, acaba por gerar uma sensação de tranquilidade e de intimidade.

-Além disso, os animais ainda promovem o estimulo ao exercício físico.

-E, o mais interessante: a ideia de ser o cuidador de outro ser vivo, resta por demonstrar o quanto a pessoa é indispensável na vida de alguém.

Entretanto, até que fase o companheirismo e a interação entre animais e pessoas é benéfico para as criaturinhas ? Para os animais, existe o risco de passarem a ser tratados como um tipo de objeto ou ao oposto extremo, o que se compararia à humanização.

Um bicho de estimação não pode ser considerado como um objeto, o qual  é manipulado conforme a vontade da pessoa, um fantoche . Ele conta com sentimentos, emoções, e preciso de diários cuidados ligados à higiene, alimentação, e saúde.

Várias pessoas compram ou pegam um filhote e, de conforme vai se desenvolvendo, sentem que não tem mais graça e, vai acabar sendo considerado um empecilho. Com isso, fica delegado ao isolamento , sem ter carinho e nem a devida atenção e passa a sofrer uma existência de solidão: passa horas sozinho e vive confinado. Há animais que terminam mortos em razão da depressão.

Outros animais passam por situação de abandono quando envelhecem ou adoecem.

Na outra ponta da linha há o animal que passa pela humanização, o animal passa por uma rotina de ser humano, indo ao salão de beleza, usando perfumes, roupas, e adereços, isto é, acaba sendo tratado como um bebê, inclusive não reconhecendo animais de sua espécie.

Muitas vezes, a vaidade humana, é posta acima do bem-estar do bicho: o principal sentido do cachorro é o olfato; passar perfume num cão é a mesma coisa que deixá-lo sem um norte sobre si próprio, de outros animais, das pessoas, e ainda de seu próprio ambiente. Outro fator que causa transtornos é a alimentação, exagero de comida de humanos, guloseimas, doces, causando diabetes, obesidade, câncer, dentre outros, minimizando seu tempo de vida.

Todo animal possui suas próprias necessidades e, por isso, precisa viver como tal, ou seja, nem como ser humano e nem como objeto.

A escolha de conviver com um animal de estimação é, antes de tudo, ter consigo a responsabilidade de uma vida. E, a estrada para os dois, ser humano e animal, desfrutarem dessa intensa relação, é o amor.

Em primeiro lugar, o proprietário aceita o amor sem condições que lhe é oferecido pelo animal. E, da mesma maneira que ele se dedica ao dono seu amor ilimitado, o dono precisa estar pronto a oferecer também o amor sem condições também ao animal. A relação de amor, sincera e leal admite que os benefícios aconteçam entre ambos. Escute, olhe, fale e toque, essas são as chaves à ignição e ao mesmo tempo o combustível responsável por essa relação de amor.

 

Fonte: http://animais.culturamix.com

Acessar meu carrinho de compras